Portugal NáuticoPortugal Náutico

Mensagens recentes

Páginas: 1 2 [3] 4 5 ... 10
21
Meteorologia / [IPMA] Poeiras do deserto do Sáara
« Última mensagem por Informadora em Junho 21, 2020, 14:52:06 »
Poeiras do deserto do Sáara

Poeiras do deserto do Sáara atravessam o Atlântico


As tempestades de areia no deserto do Sáara são relativamente frequentes e os ventos por vezes transportam as suas poeiras para bem longe. Por vezes, os ventos alísios, associados à circulação de leste do Anticiclone Subtropical do Atlântico Norte (vulgo Anticiclone dos Açores), favorecem o transporte dessas poeiras ao longo de grandes distâncias, atravessando o oceano Atlântico, até o continente americano.


Essas poeiras, ricas em minerais e nutrientes, eventualmente depositam-se no oceano e em terra (ex. Amazonas) constituindo por isso um importante mecanismo de fertilização natural.


Durante estes dias está prevista a chegada de poeiras do deserto do Sáara às Caraíbas. Trata-se de um evento particularmente intenso, estimando-se que a concentração de partículas no ar à superfície (PM10) em algumas ilhas das Caraíbas como Puerto Rico e Hispaniola (Rep. Dominicana e Haiti) ultrapasse os 200 μg/m3 nesta segunda-feira 22 de junho.


Prevê-se que estas poeiras atinjam a Península Ibérica na próxima 3ª feira, estando o IPMA a acompanhar a situação como é habitual.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-21 09:00:00
22
Meteorologia / [IPMA] Seca e desertificação em Portugal
« Última mensagem por Informadora em Junho 19, 2020, 12:02:06 »
Seca e desertificação em Portugal

Seca e desertificação em Portugal


As causas da desertificação em Portugal estão por um lado relacionadas com fatores climáticos e por outro lado com as atividades humanas, nomeadamente a sobre exploração da água e dos solos na agricultura, o abate descontrolado de árvores, o uso excessivo de produtos agroquímicos e políticas e ordenamento do território deficientes.

Também a ocorrência frequente nos meses de verão de incêndios de grande dimensão, em Portugal tem contribuído para a degradação do solo.



Em termos climáticos tem-se verificado em Portugal continental decréscimo dos valores anuais, cerca de -20 mm/década, tendo os últimos 20 anos sido particularmente pouco chuvosos em Portugal Continental (Figura 1).


De referir que 6 dos 10 anos mais secos ocorreram depois de 2000, incluindo o ano de 2005, o mais seco desde 1931, e o ano de 2007 o 2º mais seco. A redução nos valores de precipitação verificou-se em todas as estações do ano, com exceção do outono. Esta redução foi significativa na primavera. Por outro lado, é importante realçar que o contributo dos dias de precipitação intensa para o total de precipitação tem vindo a aumentar, sobretudo no outono e na região Sul. A intensidade e frequência de eventos de precipitação extrema tem vindo a aumentar.



Situações de seca em Portugal Continental



O IPMA monitoriza em Portugal Continental as situações de seca que ocorrem no território, sendo esta monitorização efetuada com base nos índices PDSI (Palmer Drought Severity Index) e SPI (Standard Precipitation Index): http://www.ipma.pt/pt/oclima/observatorio.secas/



Séries mensais do índice de seca PDSI revelam que os episódios de seca foram mais frequentes e mais severos desde a década de 1980. Igualmente a análise da evolução por décadas (entre 1961 e 2000) da distribuição do índice PDSI em Portugal Continental permite concluir que nas duas últimas décadas do século XX, se verificou uma intensificação da frequência de secas, em particular nos meses de Fevereiro a Abril.



A maior frequência de situações de seca meteorológica que se verifica em Portugal Continental nas últimas décadas é indicativo de um aumento do risco e da vulnerabilidade a este fenómeno, o que poderá obviamente trazer um aumento dos impactos, nomeadamente, ao nível dos sectores agrícola e hidrológico e necessariamente social.



Na figura 2 apresenta-se a percentagem do território de Portugal Continental nas classes de seca severa e extrema do índice PDSI. A análise desde 1941 até 2019 revela episódios de seca entre 1944 e 1945 e entre 1948 e 1949 e mais recentemente entre 2004 e 2005, entre 2011 e 2012 e nos últimos anos 2017 a 2019.



Verifica-se que nos anos mais recentes tem havido uma maior frequência destes episódios e alguns deles têm-se prolongado por mais de um período húmido (Outono e Inverno) e seco (Primavera e Verão) e também têm abrangido uma maior percentagem do território.


Nos anos mais secos desde 1941, verifica-se que no final do período seco de 1945, 56% do território esteve em situação de seca severa e 24% em seca extrema. A partir de 1980 já se registaram nove situações em que mais de 10% do território estava em situação de seca extrema e quatro em que mais de 75% de Portugal continental estava em seca moderada ou severa.


A seca de 2004/2006 foi a mais intensa (meses consecutivos em seca severa e extrema) em termos de extensão territorial dos últimos 80 anos. No entanto nas secas de 2011/2012 e 2017/2018 também se verificou que quase todo o território esteve nas classes de seca severa e extrema do índice PDSI.


A seca de 2017/2018 foi igualmente uma situação que abrangeu todo o território e com impactos significativos em diversos setores. Neste período destaca-se:


•   Ano hidrológico 2016/17 o 9º mais seco desde 1931 e o semestre seco (período de abril a setembro 2017) extremamente quente e extremamente seco;

•   Conjugação de valores de precipitação muito inferiores ao normal e valores de temperatura muito acima do normal, em particular da temperatura máxima, o que teve como consequência a ocorrência de valores altos de evapotranspiração e valores significativos de défice de humidade do solo;

•   O período, de abril a novembro, foi o mais seco desde 1931 (precipitação cerca de 30% do normal) e no final de outubro e novembro, a situação de seca em comparação com situações anteriores era a que apresentava maior percentagem de território nas classes de seca severa e extrema (97 % do território);

•   Esta seca foi distinta das anteriores pois as classes de maior severidade iniciaram-se mais tarde (final de junho), verificando-se um agravamento significativo no outono, enquanto nas situações anteriores se verificou um forte desagravamento das classes de seca severa e extrema entre setembro e outubro;

•   No final de novembro 2017 era a única situação de seca que tinha quase todo o território (97 %) nas classes de maior severidade (Figura 3);

•   Esta seca manteve-se até ao final de fevereiro de 2018, terminando em março 2018.

 

Cenários Futuros


A redução nos valores de precipitação verificou-se em todas as estações do ano, com exceção do outono. Por outro lado, é importante realçar que o contributo dos dias de precipitação intensa para o total de precipitação tem vindo a aumentar, sobretudo no outono e na região Sul. A intensidade e frequência de eventos de precipitação extrema têm vindo a aumentar.


Relativamente à precipitação os cenários apontam para diminuição da precipitação em Portugal continental (Figura 4), cerca de 5 % (RCP4.5) a 15% (RCP 8.5), com fortes contrastes espaciais de diminuição percentual no caso do RCP 8.5: Norte, 5 a 15 %; Centro, 10 a 20 %; e Sul, 15 a 30 % (Fonte: Portal do Clima http://portaldoclima.pt/pt/).





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-19 09:01:00
23
Allianz Sintra Pro realiza-se na Praia Grande de 31 de Julho a 2 de Agosto

7 surfO Allianz Sintra Pro será a terceira etapa da Liga MEO Surf 2020, a principal competição de Surf em Portugal, que define os títulos máximos de campeões nacionais. A Praia Grande irá receber os “melhores” surfistas nacionais de 31 de Julho a 2 de Agosto.





Fonte: www.noticiasdomar.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-15 11:22:02
24
BPI lança linha de crédito de 20 milhões de apoio à pesca

pesca 10hpO BPI assinou um protocolo com o Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) para disponibilizar a Linha de Crédito de Apoio ao Setor da Pesca 2020, com uma dotação global de 20 milhões de euros, juros bonificados até 100% e prazos de financiamento até 6 anos.





Fonte: www.noticiasdomar.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-08 01:00:00
25
Notícias / [NoticiasMar] Semana do Mar em Setúbal cancelada
« Última mensagem por Informadora em Junho 15, 2020, 14:31:03 »
Semana do Mar em Setúbal cancelada

1 sagresA Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra e a Câmara Municipal de Setúbal decidiram cancelar esta edição da Semana do Mar por considerarem que, com a atual crise sanitária, não é possível realizar em segurança um evento com milhares de pessoas.





Fonte: www.noticiasdomar.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-03 01:00:00
26
Meteorologia / [IPMA] Aviso de Sismo Sentido no Continente 11-06-2020 10:35
« Última mensagem por Informadora em Junho 11, 2020, 12:46:02 »
Aviso de Sismo Sentido no Continente  11-06-2020  10:35

                                       
Informação  Sismológica
Titulo: Aviso de Sismo Sentido no Continente  11-06-2020  10:35

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera informa que no dia 11-06-2020 pelas 10:35 (hora local) foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 2.9 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 40 km a Sul-Sudeste de Lagos.
Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima II/III (escala de Mercalli modificada) na região de Lagoa, Portimão e Silves (Faro).
Se a situação o justificar serão emitidos novos comunicados.

A localização do epicentro de um sismo é um processo físico e matemático complexo que depende do conjunto de dados, dos algoritmos e dos modelos de propagação das ondas sísmicas. Agências diferentes podem produzir resultados ligeiramente diferentes. Do mesmo modo, as determinações preliminares são habitualmente corrigidas posteriormente, pela integração de mais informação. Em todos os casos acompanhe sempre as indicações dos serviços de proteção civil. Toda e qualquer utilização do conteúdo deste comunicado deverá sempre fazer referência à fonte.

Data de Edição: Qui, 11 Jun 2020 11:06:15




Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-11 11:06:15
27
Meteorologia / [IPMA] Aviso de Sismo no Continente 11-06-2020 10:35
« Última mensagem por Informadora em Junho 11, 2020, 11:45:01 »
Aviso de Sismo no Continente  11-06-2020  10:35

                                       
Informação  Sismológica
Titulo: Aviso de Sismo no Continente  11-06-2020  10:35

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera informa que no dia 11-06-2020 pelas 10:35 (hora local) foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 2.9 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 45 km a Sul-Sudeste de Lagos.
Até à  elaboração deste comunicado não foi recebida nenhuma informação confirmando que este sismo tenha sido sentido.
Se a situação o justificar serão emitidos novos comunicados.


A localização do epicentro de um sismo é um processo físico e matemático complexo que depende do conjunto de dados, dos algoritmos e dos modelos de propagação das ondas sísmicas. Agências diferentes podem produzir resultados ligeiramente diferentes. Do mesmo modo, as determinações preliminares são habitualmente corrigidas posteriormente, pela integração de mais informação. Em todos os casos acompanhe sempre as indicações dos serviços de proteção civil. Toda e qualquer utilização do conteúdo deste comunicado deverá sempre fazer referência à fonte.

Data de Edição: Qui, 11 Jun 2020 09:49:40




Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-11 09:49:40
28
Meteorologia / [IPMA] Monitorização de Bancos de Bivalves
« Última mensagem por Informadora em Junho 08, 2020, 16:47:06 »
Monitorização de Bancos de Bivalves

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA -Centro de Olhão) encontra-se a realizar, no âmbito do projeto MONTEREAL – Monitorização em tempo real da frota de ganchorra. Implicações na gestão da frota, do espaço-marítimo e da biodiversidade, financiado pelo Mar2020, uma campanha de monitorização dos bancos de bivalves com o objetivo de avaliar o estado de conservação dos bancos de bivalves, fundamental para propor à Administração Pesqueira as quotas de pesca a atribuir por espécie e embarcação em 2020/2021.



A campanha decorre a bordo do NI DIPLODUS entre junho e julho e abrangerá as zonas de pesca Sul e Ocidental Sul. Por forma a delimitar os bancos das espécies comerciais, será efetuado um levantamento das populações de bivalves que ocorrem entre Vila Real de Santo António e Olhos d’Água, na zona Sul, e entre Sines e Lisboa, na zona Ocidental Sul. Neste sentido, foi elaborada uma rede de estações definidas por perfis perpendiculares à linha da costa, distanciados de meia/uma milha entre si. Em cada perfil serão amostradas 2-4 estações, distribuídas entre as batimétricas dos 3 e 25 metros. Em cada estação serão realizados dois arrastos simultâneos com ganchorra, com a duração de 5 minutos e velocidade de aproximadamente 2 nós.


No total serão recolhidas 904 amostras, 530 na zona Sul e 374 na zona Ocidental Sul.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-08 09:01:00
29
Meteorologia / [IPMA] WEBINAR de encerramento do projeto INTEGRATE
« Última mensagem por Informadora em Junho 06, 2020, 12:56:07 »
WEBINAR de encerramento do projeto INTEGRATE

Financiado pelo programa europeu INTERREG Arco-Atlântico, o projeto INTEGRATE termina após três anos de colaboração entre 8 parceiros europeus (CTAQUA, IPMA, ALGAplus, Agrocampus Ouest, CEVA, ISC, NUIG e SAMS) e 11 parceiros associados dos 5 estados membros do Espaço Atlântico Europeu (Espanha, Portugal, França, Irlanda e Reino Unido).


O principal objetivo do projeto INTEGRATE foi fortalecer e criar redes transnacionais e colaborativas entre a investigação, a indústria e a sociedade visando uma aquacultura sustentável e eco-responsável e com uma abordagem de cooperação territorial.


O projeto tornou possível juntar os conhecimentos existentes e o original sobre aquacultura multi-trófica integrada (IMTA), definir as melhores práticas no âmbito do IMTA e a sua eficiência ambiental. Pretende-se assim contribuir para uma estratégia a médio e a longo prazo que permita o florescimento do IMTA no espaço Atlântico Europeu.


Para divulgar os resultados dessas várias ações o mais amplamente possível, um seminário on-line é organizado em 18 de junho, por meio da plataforma GoToWebinar.


Consulte o PROGRAMA e preencha o FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO


Contamos consigo neste WEBINAR.


Para além disso o projeto INTEGRATE participa no REGIOSTARS Awards 2020, que atribui um prémio a projetos financiados pela União Europeia. Para apoiar o projeto, pode votar seguindo clicando no link: https: //regiostarsawards.eu


Procure a categoria “Economia circular para uma Europa Verde” e clique no coraçãozinho associado ao INTEGRATE.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-06 09:01:00
30
Meteorologia / [IPMA] Resumo Climatológico Maio e Primavera
« Última mensagem por Informadora em Junho 05, 2020, 16:36:06 »
Resumo Climatológico Maio e Primavera

Maio extremamente quente em Portugal continental


Maio de 2020 foi o mais quente desde 1931, igualando maio de 2011. 


O valor médio da temperatura média do ar, 19.00 °C, foi muito superior ao normal +3.26 °C.


Os valores médios mensais da temperatura máxima (25.40 °C) e temperatura mínima do ar (12.60 °C) foram os 2º valores mais altos desde 1931, com anomalias de +4.44°C e +2.10°C respetivamente.


Durante o mês destaca-se os valores muito altos da temperatura do ar, muito superiores aos valores normais, na segunda quinzena de maio, em particular a partir do dia 17.


Neste período ocorreu em diversas estações da rede de observação de superfície do IPMA uma onda de calor, de norte a sul do território do continente, a qual teve uma duração máxima de 16/17 dias e pode ser considerada como uma das mais longas e com maior extensão territorial para o mês de maio (Figura 1).


O valor médio da quantidade de precipitação em maio, 51.2 mm, corresponde a 72 % do valor normal 1971-2000. Neste mês destaca-se as condições de instabilidade atmosférica verificadas durante alguns períodos do mês (9-16 e 26- 31) que originaram a ocorrência de aguaceiros, que foram localmente fortes, por vezes de granizo e acompanhados de trovoada. 


Verificou-se uma diminuição da área e da intensidade da seca meteorológica na região Sul; no entanto no interior Norte voltou a surgir a classe de seca fraca.


A distribuição percentual por classes do índice PDSI no território é a seguinte: 2.6 % chuva fraca, 75.2 % normal, 17.5 % seca fraca e 4.7 % seca moderada.


 


Primavera - 4º mais quente desde 2000


A primavera de 2020, em Portugal Continental, classificou-se como muito quente em relação à temperatura do ar e normal em relação à precipitação. 


O valor médio da temperatura média do ar foi superior ao normal (+1.51 °C) sendo o 8º valor mais alto desde 1931 e o 4º valor mais alto desde 2000.


O valor médio da temperatura mínima do ar foi o 6º valor mais alto desde 1931 e o 3º valor mais alto desde 2000; o valor médio da temperatura máxima do ar foi o 5º valor mais alto desde 2000.


O total da quantidade de precipitação ocorrida nos meses de março a maio, 240 mm, corresponde a cerca de 114 % do valor médio.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2020-06-05 06:00:00
Páginas: 1 2 [3] 4 5 ... 10