Portugal NáuticoPortugal Náutico

Mensagens recentes

Páginas: 1 [2] 3 4 ... 10
11
Notícias / [EconomiaMar] Projectos a Celebrar
« Última mensagem por Informadora em Julho 29, 2022, 04:28:08 »
Projectos a Celebrar

É sobretudo pelos bons projectos desenvolvidos entre nós, como o pioneiro PSOEM, Plano de Ordenamento Marinho, como o maior estaleiro de reparação naval europeu, a Lisnave,  que continuamos a ter,  o não menos conhecido projecto turístico da Douro Azul, cujos Cruzeiros hoje navegam os mares do mundo, bem como o novo «ferry» eléctrico que a Navaltagus está a construir para Aveiro, que temos a certeza de muito mais avançados termos obrigação de estarmos já também…


O post Projectos a Celebrar aparece primeiro no Jornal da Economia do Mar.





Fonte: www.jornaldaeconomiadomar.com
Publicada na fonte em: 2022-07-28 23:53:14
12
Meteorologia / [IPMA] Subida acentuada da temperatura no fim de semana no Continente
« Última mensagem por Informadora em Julho 28, 2022, 14:47:02 »
Subida acentuada da temperatura no fim de semana no Continente

                                         
Informação  Meteorológica
Comunicado válido entre 2022-07-28 13:01 e 2022-07-31 23:59

Titulo: Subida acentuada da temperatura no fim de semana no Continente

Devido à rotação do vento para o quadrante leste nas primeiras horas do próximo sábado, 30 de julho, nas regiões a norte do Tejo, a temperatura máxima do ar irá subir de forma acentuada no litoral Norte e Centro no fim de semana.
Assim, depois da temperatura máxima subir entre 2 a 4 °C já esta 6ª feira em todo o território (com exceção da faixa costeira onde não haverá variação), as subidas no sábado deverão ser de 5 a 8 °C em todo o litoral Norte e Centro, e de 2 a 4 °C no restante território do Continente.
Assim, no fim de semana a temperatura máxima deverá atingir valores entre 40 e 42 °C nas regiões mais interiores dos vales do Douro e do Tejo, no interior do Alentejo e em alguns locais do Interior Centro. No restante território, a temperatura máxima irá variar entre 35 e 40 °C, sendo entre 25 e 35 °C junto à faixa costeira, com os valores mais baixos a ocorrerem no litoral Alentejano e Costa Vicentina.   
A temperatura mínima também irá subir, prevendo-se a ocorrência de noites tropicais (temperatura mínima superior a 20 °C) entre os dias 30 de julho e 2 de agosto em grande parte do interior do território e sotavento algarvio.
Na próxima 2ªfeira, há uma tendência de diminuição da temperatura máxima de 3 a 5 °C no Litoral Norte e Centro. Contudo, o mesmo não se verifica no interior Norte e Centro, onde se prevê a ocorrência de uma onda de calor, desde este sábado até, pelo menos, ao final da próxima semana.   
Esta subida de temperatura deve-se ao posicionamento conjunto de uma região depressionária no sudoeste da Península Ibérica e de um anticiclone posicionado sobre ao Açores e que se estende em crista em direção ao Golfo da Biscaia, que favorecem um fluxo predominante do quadrante leste nas regiões Norte e Centro.
Este comunicado será atualizado caso se justifique.
Para mais detalhes sobre a previsão meteorológica para os próximos dias consultar:
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.descritiva/
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.significativa
Para mais detalhes sobre os avisos meteorológicos emitidos consultar:
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev-sam/
Para recomendações à população em situações de calor, consultar:
https://www.dgs.pt/em-destaque/temperaturas-elevadas-recomendacoes-da-dgs.aspx

Data de Edição: Qui, 28 Jul 2022 13:03:23




Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2022-07-28 13:03:23
13
Meteorologia / [IPMA] IPMA na Conferencia dos Oceanos
« Última mensagem por Informadora em Julho 28, 2022, 12:45:02 »
IPMA na Conferencia dos Oceanos

A Conferência dos Oceanos das Nações Unidas decorreu em Lisboa, entre 27 de junho e 1 de julho de 2022, tendo o IPMA participado ativamente nos seus vários momentos.



Foi uma semana muito intensa e produtiva onde se reuniu a comunidade internacional ligada ao Oceano nas suas várias componentes, politica, ambiental, científica e económica, tendo cumprido os objetivos inicialmente previstos, a aprovação da Declaração Política “Our ocean, our future, our responsibility” e a chamada de atenção para a urgência da ação de todos os governos e agentes socioeconómicos.


Como referiu, à data, o Presidente do IPMA, Miguel Miranda “A Conferência dos Oceanos será um marco no longo caminho para suster a agressão ao meio marinho, abrindo horizontes de cooperação e de responsabilidade, capazes de combinar a utilização racional de recursos e serviços do mar, com a preservação dos equilíbrios necessários à manutenção da biodiversidade marinha e à defesa do mais importante património genético do planeta.”



O IPMA participou, através do Conselho Diretivo e de outros Técnicos Superiores e Investigadores neste momento histórico, com várias iniciativas:



       
  • Dinamização de painéis de discussão em conferências oficiais e diversos side events;

  •    
  • Dinamização de pitch sessions;

  •    
  • Participação em workshops;

  •    
  • Participação em high level events;

  •    
  • Assinatura de protocolos científicos de cooperação com organismos internacionais;

  •    
  • Road trip à Nazaré com elementos da Organização para a Alimentação e Agricultura da ONU (FAO);

  •    
  • Representação com 3 stands no espaço expositivo.


As iniciativas decorreram em vários espaços pela cidade, mas tendo dois espaços concentrado a maioria das iniciativas: na Blue Zone da Conferência com acesso restrito e na área "One Sustainable Ocean", localizado no Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, cujo acesso era livre.



Sobre a participação do IPMA destacamos o seguinte:



- “Blue Economy and Decarbonization to Meet the Climate Crisis: an International Agenda”

Official side event, parceria IPMA/Fundação Calouste Gulbenkian/ Associação Portuguesa de Ética Empresarial e  Woods Hole Oceanographic Institution (WHOI, EUA).



Na sessão, que contou com a participação de Miguel Miranda, procurou-se refletir e fomentar a cooperação transatlântica e construir um ecossistema de inovação para a bioeconomia azul para promover a descarbonização e o crescimento sustentável.

O evento contou com a presença, entre outros, do Secretário de Estado do Mar, José Maria Costa, do Presidente da WHOI, Peter de Menocal, do Conselheiro do Presidente do WHOI para as áreas de clima e oceano, Kilaparti Ramakrishna e do Conselheiro para Pacto Global para os Oceanos das Nações Unidas.



- "Grand Challenges in Ocean Science for a Sustainable Future"

Side event, parceria IPMA/WHOI.



No evento foi referido por Lisa Levin, Bióloga do  Scripps Institution of Oceanography, e uma das oradoras convidadas, que mapeámos 20% do Oceano e estudámos 10%. Desconhecemos as espécies que lá habitam, como se alimentam, como sobrevivem e como as afetamos com a atividade humana. É importante caracterizar o Oceano para informar os decisores políticos.

Aceder ao vídeo integral da sessão: https://bit.ly/3b5qOxt



- Assinatura de um Memorando de Entendimento com o Marine Institute (Irlanda)



O Memorando visa reforçar a cooperação para a  investigação do Oceano Atlântico entre as duas organizações.. Apesar de o IPMA e o Marine Institute trabalharem juntos há muitos anos, foi importante formalizar esta parceria como uma voz comum para a ciência no oceano Atlântico, a nossa “casa”..

Na cerimónia,  decorrida no Campus Oceano do IPMA em Algés, estiveram presentes o Embaixador da Irlanda em Portugal, Ralph Victory e o Secretário de Estado do Mar, José Maria Costa.



- Assinatura de Protocolo de Colaboração Científica com o WHOI (EUA)



O protocolo visa reforçar a cooperação na área na investigação oceânica entre as duas instituições. Na cerimónia foi sublinhada a importância da WHOI no estudo do Oceano Atlântico e a tarefa importante que partilha com o IPMA de conhecer e preservar o norte-Atlântico, novo Mare Nostrum.

O protocolo foi assinado pelo presidente do WHOI, Peter de Menocal, e pelo presidente do IPMA.



- "Aquacultura as a Response to the Emerging Food Crisis"


Pitch session, com a participação do laboratório colaborativo do IPMA "S2AQUAcoLAB - Collaborative Laboratory in Sustainable and Smart Aquaculture", sediado na Estação Experimental de Piscicultura do IPMA, em Olhão (EPPO), Algarve.



- “Women 4 our OCEAN”


Side event internacional onde um grupo de mulheres de diferentes percursos profissionais partilharam a sua experiência na relação com o oceano. A Investigadora do IPMA Susana Garrido, falou da sua interação com oceano enquanto cientista.



- Stands do IPMA na exposição "Ocean Science & Business2Sea":



       
  • Stand IPMA institucional + parceiro WHOI;

  •    
  • Stand temático com o projeto coordenado pelo IPMA "EMSO-PT European Multidisciplinary Seafloor and Water Column Observatory (Portugal) / Observatório Europeu Multidisciplinar do Fundo do Mar e Coluna de Água (Portugal)";

  •    
  • Stand do S2AQUAcoLAB - Collaborative Laboratory in Sustainable and Smart Aquaculture, do IPMA.


Atualização - julho/2022


 





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2022-07-08 09:00:00
14
Notícias / [EconomiaMar] Biotecnologia
« Última mensagem por Informadora em Julho 28, 2022, 02:02:09 »
Biotecnologia

Entre as novas áreas de negócio ligadas ao Mar em que Portugal tem talvez mais possibilidades de afirmação, encontra-se, sem dúvida alguma, a Biotecnologia, por três principais ordens de razão: porque temos ma biodiversidade marinha de enorme e rara riqueza; porque, sendo uma área ainda relativamente nova, ainda estamos a tempo de consolidar muitos dos desenvolvimentos entretanto já realizados e, finalmente, porque tudo depende muito mais da massa cinzenta que indiscutivelmente possuímos do que, pura e simplesmente, de avultados investimentos financeiros que nos faltam. Mas é também preciso saber agir consequentemente…


O post Biotecnologia aparece primeiro no Jornal da Economia do Mar.





Fonte: www.jornaldaeconomiadomar.com
Publicada na fonte em: 2022-07-28 01:14:43
15
Notícias / [EconomiaMar] Pesca e Aquacltura
« Última mensagem por Informadora em Julho 27, 2022, 01:38:09 »
Pesca e Aquacltura

Estranhamente, apesar das pescas e do processamento do pescado continuarem tanto em termos estratégicos, por razões de alimentação, quanto mesmo em termos económicos, em termos de receitas para Portugal, os equívocos persistem, como não menos sucede, de resto, em relação à aquacultura, da qual sempre se espera o que até hoje _ talvez sobretudo por falta de visão política _ nunca veio a produzir o que importaria, e é decisivo, que produza…


O post Pesca e Aquacltura aparece primeiro no Jornal da Economia do Mar.





Fonte: www.jornaldaeconomiadomar.com
Publicada na fonte em: 2022-07-27 00:56:36
16
ZLT Infante D. Henrique vai testar sistemas de defesa e segurança marítima

24 droneNuma cerimónia presidida pela Ministra da Defesa Nacional e pelo Secretário de Estado da Economia, a Marinha Portuguesa e a Agência Nacional de Inovação (ANI) apresentaram hoje, 19 de julho, no Centro de Experimentação Operacional da Marinha, em Troia, a primeira Zona Livre Tecnológica (ZLT) reconhecida pelo Governo português.





Fonte: www.noticiasdomar.pt
Publicada na fonte em: 2022-07-19 01:00:00
17
Notícias / [NoticiasMar] Teresa Bonvalot vence o Pantín Classic
« Última mensagem por Informadora em Julho 25, 2022, 21:45:05 »
Teresa Bonvalot vence o Pantín Classic

24 bavoltTeresa Bonvalot conquistou, este domingo, mais um triunfo para o já preenchido currículo, ao vencer o Pantín Classic, prova inaugural do QS europeu 2022/23, cuja 35.ª edição se desenrolou durante esta semana na Galiza. A campeã europeia em título e recém-coroada campeã nacional, pela quarta vez na carreira, entrou, assim, da melhor forma na luta por um lugar nas Challenger Series 2023.





Fonte: www.noticiasdomar.pt
Publicada na fonte em: 2022-07-17 01:00:00
18
Doutoranda do CCMAR nomeada Jovem Embaixadora do European Marine Board (EMB)

24 julieteJuliette Biquet, bolseira de doutoramento FCT do Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR) e da Universidade do Algarve, foi nomeada Jovem Embaixadora da European Marine Board (EMB).





Fonte: www.noticiasdomar.pt
Publicada na fonte em: 2022-07-15 01:00:00
19
Notícias / [EconomiaMar] Gás, Sines e Transição Energética
« Última mensagem por Informadora em Julho 25, 2022, 03:53:11 »
Gás, Sines e Transição Energética

A invasão da Ucrânia pela Federação Russa obrigou o Mundo a cair, de novo, na realidade Geopolítica e Geoestratégica e a decisiva importância que a capacidade de exploração, produção e fornecimento de recursos energéticos assume nessa nova realidade, obrigando a repensar Sines, não como o porto de salvação da Europa como alguns, a determinado momento, pareciam pretender fazer crer, mas como um elemento de decisiva importância geopolítica e geoestratégica nacional _ se ainda tivermos capacidade para assim o sabermos ver e consequentemente agir.


O post Gás, Sines e Transição Energética aparece primeiro no Jornal da Economia do Mar.





Fonte: www.jornaldaeconomiadomar.com
Publicada na fonte em: 2022-07-25 03:02:09
20
Meteorologia / [IPMA] Monitorização da Seca
« Última mensagem por Informadora em Julho 22, 2022, 19:30:03 »
Monitorização da Seca

Face à situação de seca em que o território de Portugal Continental se encontra, o IPMA disponibiliza o documento de monitorização da seca meteorológica, com atualização a 15 de julho de 2022.



Em resumo, destacam-se os principais indicadores:



•  Diminuição dos valores de percentagem de água no solo em todo o território. Destacam-se a região interior Norte e Centro, vale do Tejo e os distritos de Castelo Branco, Setúbal, Beja e Faro om áreas nas quais os valores são inferiores a 10 % e iguais ao ponto de emurchecimento permanente;

• Mantém-se a situação de seca meteorológica em todo o território, verificando-se, em relação ao final de junho, um aumento da área em seca extrema, em particular na região Sul, no vale doTejo e nalguns locais do interior Norte e Centro;

• Distribuição percentual por classes do índice PDSI a 15 de julho: 0,3 % em seca moderada, 50,8 % em seca severa e 48,9 % em seca extrema;

• O ano hidrológico 2021/22 classifica-se, até à data, como o 2º mais seco desde 1931, depois de 2004/05 (considerando o período de outubro a julho). Anos mais secos (total outubro a julho): 2004/05, 2021/22, 1998/99, 1944/45.



O documento em anexo contém informações sobre:


• Caracterização da situação atual;

• Precipitação no ano hidrológico;

• Comparação com igual período (julho) em situações de seca anteriores.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2022-07-22 09:00:00
Páginas: 1 [2] 3 4 ... 10