Portugal NáuticoPortugal Náutico

Mensagens recentes

Páginas: 1 ... 8 9 [10]
91
Meteorologia / [IPMA] Reunião Descargas Elétricas
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 08, 2024, 16:07:03 »
Reunião Descargas Elétricas

Na semana de 17 a 19 de novembro de 2023, decorreram nas instalações da Reitoria da Universidade de Valência, Espanha, as reuniões anuais no âmbito da exploração operacional da rede de detetores de descargas elétricas atmosféricas e partilha de conhecimento científico relacionado com o tema do campo eletromagnético da atmosfera. Estas reuniões organizaram-se em 3 fases: no dia 17 realizou-se o “Vaisala Day for Lightning Network Users", no dia 18 realizou-se a “European Lightning Detection Workshop ELDW-2023” e no dia 19 realizou-se a reunião da entidade colaborativa que gere a rede Europeia: “EUCLID – EUropean Cooperation for LIghtning Detection”.



Ao IPMA compete promover, coordenar e assegurar o intercâmbio de dados e assegurar os acordos com projetos e as equipas internacionais, neste caso no domínio da vigilância do campo elétrico da atmosfera em colaboração com a rede EUCLID e a Agência Estatal de Meteorologia de Espanha (AEMET) tendo em vista o apoio à previsão e vigilância meteorológica, à gestão de desastres naturais, salvaguarda de vidas e bens e às atividades económicas. Sendo o IPMA parceiro da rede EUCLID desde 2002, colaborando e acompanhando o desenvolvimento técnico-científico das redes de deteção de descargas elétricas atmosféricas (rede de trovoada), contribui deste modo para uma homogeneização de dados na Europa





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-05 08:00:00
92
Meteorologia / [IPMA] Aviso de Sismo no Continente 07-01-2024 15:34
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 07, 2024, 18:46:02 »
Aviso de Sismo no Continente  07-01-2024  15:34

                                       
Informação  Sismológica
Titulo: Aviso de Sismo no Continente  07-01-2024  15:34

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera informa que no dia 07-01-2024 pelas 15:34 (hora local) foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 3.0 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 35 km a Sul-Sudeste de Faro.
Até à  elaboração deste comunicado não foi recebida nenhuma informação confirmando que este sismo tenha sido sentido.
Se a situação o justificar serão emitidos novos comunicados.


A localização do epicentro de um sismo é um processo físico e matemático complexo que depende do conjunto de dados, dos algoritmos e dos modelos de propagação das ondas sísmicas. Agências diferentes podem produzir resultados ligeiramente diferentes. Do mesmo modo, as determinações preliminares são habitualmente corrigidas posteriormente, pela integração de mais informação. Em todos os casos acompanhe sempre as indicações dos serviços de proteção civil. Toda e qualquer utilização do conteúdo deste comunicado deverá sempre fazer referência à fonte.

Data de Edição: Dom, 07 Jan 2024 17:50:34




Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-07 17:50:34
93
Meteorologia / [IPMA] Aviso de Sismo no Continente 07-01-2024 15:34
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 07, 2024, 16:44:03 »
Aviso de Sismo no Continente  07-01-2024  15:34

                                       
Informação  Sismológica
Titulo: Aviso de Sismo no Continente  07-01-2024  15:34

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera informa que no dia 07-01-2024 pelas 15:34 (hora local) foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 3.0 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 35 km a Sul de Faro.
Até à  elaboração deste comunicado não foi recebida nenhuma informação confirmando que este sismo tenha sido sentido.
Se a situação o justificar serão emitidos novos comunicados.


A localização do epicentro de um sismo é um processo físico e matemático complexo que depende do conjunto de dados, dos algoritmos e dos modelos de propagação das ondas sísmicas. Agências diferentes podem produzir resultados ligeiramente diferentes. Do mesmo modo, as determinações preliminares são habitualmente corrigidas posteriormente, pela integração de mais informação. Em todos os casos acompanhe sempre as indicações dos serviços de proteção civil. Toda e qualquer utilização do conteúdo deste comunicado deverá sempre fazer referência à fonte.

Data de Edição: Dom, 07 Jan 2024 15:45:07




Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-07 15:45:07
94
Meteorologia / [IPMA] Tempo frio em Portugal continental
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 07, 2024, 16:44:02 »
Tempo frio em Portugal continental

                                         
Informação  Meteorológica
Comunicado válido entre 2024-01-06 18:57 e 2024-01-10 23:59

Titulo: Tempo frio em Portugal continental

O estado do tempo em Portugal continental tem sido influenciado por uma massa de ar com origem polar, que tem dado origem a temperaturas ligeiramente inferiores ao normal para a época do ano.
Na segunda-feira, dia 8, essa massa de ar será temporariamente substituída no Centro e Sul do continente por outra de origem marítima, mais quente, transportada por uma depressão a oeste da Península Ibérica, que irá trazer nebulosidade e precipitação e uma pequena subida da temperatura mínima no dia 9. A partir da tarde de dia 9, uma bolsa de ar frio em altitude, com origem na região da Escandinávia, irá localizar-se no norte da Península Ibérica, resultando em nova descida da temperatura, em especial da mínima.
Assim, esperam-se temperaturas mínimas até dia 9 entre -5 e 0°C no interior Norte e Centro, sendo entre 1 a 5°C no interior Sul e litoral Norte e Centro e até 8°C no litoral Sul. Nos dias 10 e 11 prevê-se uma descida generalizada de 2 a 5°C relativamente aos valores mencionados, podendo atingir valores até -7°C em alguns locais do nordeste transmontano e Beira Alta, e perto de 0°C em vários locais do litoral, em especial do Norte e Centro. Como tal, está prevista a formação de gelo ou geada, em especial no interior Norte e Centro.
A temperatura máxima irá variar entre 4 e 8°C no interior Norte e Centro e entre 8 e 14°C no interior Sul e litoral, sendo que no dia 8, devido à nebulosidade e precipitação, a temperatura máxima em alguns locais da região Centro, incluindo a Grande Lisboa, não deverão ultrapassar os 10°C.
Nas terras altas, as temperaturas deverão ser inferiores a 4°C.
Por este motivo, foram para já emitidos avisos de tempo frio para os distritos de Bragança, Vila Real, Guarda e Viseu até dia 8, com possibilidade de serem estendidos a mais regiões nos dias seguintes.
Nos dias 9 e 10 existe a probabilidade de ocorrência de precipitação (embora inferior a 40%), em geral fraca, que a ocorrer será de neve nas serras das regiões Norte e Centro acima dos 800 metros, ou mesmo pontualmente a cotas mais baixas.
Salienta-se, no entanto, que existe incerteza na localização da referida bolsa de ar frio, bastando um ligeiro desvio para impactar a previsão das temperaturas e precipitação dos dias 9, 10 e 11, aconselhando-se o acompanhamento das previsões e da emissão de avisos meteorológicos nos próximos dias, consultando:
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.descritiva/
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.significativa
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev-sam/
Para mais detalhes sobre a previsão para a navegação marítima consultar:
http://www.ipma.pt/pt/maritima/boletins/

Data de Edição: Sáb, 06 Jan 2024 18:57:29




Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-06 18:57:29
95
Meteorologia / [IPMA] Tempo frio em Portugal continental
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 06, 2024, 19:22:02 »
Tempo frio em Portugal continental

                                         
Informação  Meteorológica
Comunicado válido entre 2024-01-06 18:57 e 2024-01-10 23:59

Titulo: Tempo frio em Portugal continental

O estado do tempo em Portugal continental tem sido influenciado por uma massa de ar com origem polar, que tem dado origem a temperaturas ligeiramente inferiores ao normal para a época do ano.
Na segunda-feira, dia 8, essa massa de ar será temporariamente substituída no Centro e Sul do continente por outra de origem marítima, mais quente, transportada por uma depressão a oeste da Península Ibérica, que irá trazer nebulosidade e precipitação e uma pequena subida da temperatura mínima no dia 9. A partir da tarde de dia 9, uma bolsa de ar frio em altitude, com origem na região da Escandinávia, irá localizar-se no norte da Península Ibérica, resultando em nova descida da temperatura, em especial da mínima.
Assim, esperam-se temperaturas mínimas até dia 9 entre -5 e 0°C no interior Norte e Centro, sendo entre 1 a 5°C no interior Sul e litoral Norte e Centro e até 8°C no litoral Sul. Nos dias 10 e 11 prevê-se uma descida generalizada de 2 a 5°C relativamente aos valores mencionados, podendo atingir valores até -7°C em alguns locais do nordeste transmontano e Beira Alta, e perto de 0°C em vários locais do litoral, em especial do Norte e Centro. Como tal, está prevista a formação de gelo ou geada, em especial no interior Norte e Centro.
A temperatura máxima irá variar entre 4 e 8°C no interior Norte e Centro e entre 8 e 14°C no interior Sul e litoral, sendo que no dia 8, devido à nebulosidade e precipitação, a temperatura máxima em alguns locais da região Centro, incluindo a Grande Lisboa, não deverão ultrapassar os 10°C.
Nas terras altas, as temperaturas deverão ser inferiores a 4°C.
Por este motivo, foram para já emitidos avisos de tempo frio para os distritos de Bragança, Vila Real, Guarda e Viseu até dia 8, com possibilidade de serem estendidos a mais regiões nos dias seguintes.
Nos dias 9 e 10 existe a probabilidade de ocorrência de precipitação (embora inferior a 40%), em geral fraca, que a ocorrer será de neve nas serras das regiões Norte e Centro acima dos 800 metros, ou mesmo pontualmente a cotas mais baixas.
Salienta-se, no entanto, que existe incerteza na localização da referida bolsa de ar frio, bastando um ligeiro desvio para impactar a previsão das temperaturas e precipitação dos dias 9, 10 e 11, aconselhando-se o acompanhamento das previsões e da emissão de avisos meteorológicos nos próximos dias, consultando:
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.descritiva/
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.significativa
http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev-sam/
Para mais detalhes sobre a previsão para a navegação marítima consultar:
http://www.ipma.pt/pt/maritima/boletins/

Data de Edição: Sáb, 06 Jan 2024 18:57:29




Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-06 18:57:29
96
Meteorologia / [IPMA] Novos Sistemas de Radar Coruche e Loulé
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 05, 2024, 21:01:04 »
Novos Sistemas de Radar Coruche e Loulé

No âmbito do investimento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR, RE-C08-i04.03) “Meios de prevenção e combate a incêndios rurais – Subinvestimento Rede de radares”, foram instalados novos Sistemas de RADAR meteorológico de polarização dupla em Coruche (Cruz do Leão) e em Loulé (Cavalos do Caldeirão).


O montante global deste investimento foi de 2.791.188,00 EUR sendo que os trabalhos de adaptação das infraestruturas locais e o fabrico dos sistemas de RADAR tiveram início em abril de 2023.



Os sistemas de RADAR entraram em funcionamento no dia 29 de novembro de 2023 e desde o dia 3 de janeiro de 2024, as imagens individuais do produto de Máximos de Refletividade (dBZ) de cada um dos radares, bem como a de um mosaico do produto de Intensidade da Precipitação (mm/h), incorporando também o radar de Arouca, passaram a ser disponibilizadas em www.ipma.pt.



Este investimento permitiu garantir o reforço e atualização digital dos meios de observação remota de última geração, recorrendo a radares meteorológicos Doppler de polarização dupla para melhorar os processos de suporte à avaliação de risco através da uniformização e atualização da rede de radares do IPMA, ou seja, para melhoria tempestiva da vigilância e previsão meteorológica e na prevenção operacional de combate a incêndios florestais, contribuindo assim para a salvaguarda de vidas e bens, proteção ambiental e, em geral, para a melhoria da economia nacional, designadamente aquela que se desenvolve ao ar livre, em particular a agricultura, silvicultura e turística.



Com este investimento concluiu-se a transição da polarização simples para polarização dupla, processo praticamente concluído em grande parte dos países da União Europeia, potência de emissão mais elevada e maior sensibilidade o que permitirá melhorar significativamente as estimativas da intensidade da precipitação, vento e classificar diferentes tipos de hidrometeoros.



Esta mudança tecnológica acompanhou o fim de vida útil dos equipamentos existentes (15 anos em média para a tecnologia de polarização simples) e beneficiou das infraestruturas de suporte existentes nos locais, sustentando assim o desenvolvimento de técnicas digitais avançadas de outros serviços, públicos e privados, que passarão a ter acesso a esta informação sob a forma de serviços web, de acordo com a política de dados abertos do IPMA, procurando-se estimular o desenvolvimento pelo setor privado de aplicações dirigidas a segmentos específicos de mercado.



A informação gerada por estes novos sistemas de radar é relevante não só para Portugal, mas também para grande parte do continente Europeu, em particular para Espanha (AEMet), com quem Portugal (IPMA) tem um protocolo de intercâmbio de dados em tempo real, nomeadamente na deteção e acompanhamento de fenómenos meteorológicos de tempo severo, com impacto na salvaguarda de vidas e bens.



Com esta atualização, o IPMA passa a explorar uma rede de cinco radares meteorológicos (Arouca, Coruche, Loulé, Porto Santo e Terceira), todos dotados de tecnologia de polarização dupla.



Ainda no âmbito do PRR RE-C08-i04.03, foram instaladas duas estações meteorológicas nas proximidades dos novos sistemas de RADAR meteorológico no montante de 58.230,00 EUR, dois detetores de raios em Viana do Castelo (Chafé) e Olhão (RNPRF) e um novo sistema de processamento de dados de raios (TLP), na sede do IPMA, no montante de 169.600,00 EUR.



Também, com financiamento PRR, a rede de sistemas de RADAR meteorológico, será expandida durante o presente ano de 2024, com os novos radares no Aquipélago dos Açores, em São Miguel (Pico Santos de Cima) e nas Flores (Morro Alto), igualmente dotados de tecnologia de polarização dupla e que completarão a rede nacional de radares meteorológicos.


 





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-05 09:00:00
97
Meteorologia / [IPMA] Novos Sistemas de Radar Coruche e Loulé
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 05, 2024, 20:00:04 »
Novos Sistemas de Radar Coruche e Loulé

No âmbito do investimento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR, RE-C08-i04.03) “Meios de prevenção e combate a incêndios rurais – Subinvestimento Rede de radares”, foram instalados novos Sistemas de RADAR meteorológico de polarização dupla em Coruche (Cruz do Leão) e em Loulé (Cavalos do Caldeirão).


O montante global deste investimento foi de 2.791.188,00 EUR sendo que os trabalhos de adaptação das infraestruturas locais e o fabrico dos sistemas de RADAR tiveram início em abril de 2023.



Os sistemas de RADAR entraram em funcionamento no dia 29 de novembro de 2023 e desde o dia 3 de janeiro de 2024, as imagens individuais do produto de Máximos de Refletividade (dBZ) de cada um dos radares, bem como a de um mosaico do produto de Intensidade da Precipitação (mm/h), incorporando também o radar de Arouca, passaram a ser disponibilizadas em www.ipma.pt.



Este investimento permitiu garantir o reforço e atualização digital dos meios de observação remota de última geração, recorrendo a radares meteorológicos Doppler de polarização dupla para melhorar os processos de suporte à avaliação de risco através da uniformização e atualização da rede de radares do IPMA, ou seja, para melhoria tempestiva da vigilância e previsão meteorológica e na prevenção operacional de combate a incêndios florestais, contribuindo assim para a salvaguarda de vidas e bens, proteção ambiental e, em geral, para a melhoria da economia nacional, designadamente aquela que se desenvolve ao ar livre, em particular a agricultura, silvicultura e turística.



Com este investimento concluiu-se a transição da polarização simples para polarização dupla, processo praticamente concluído em grande parte dos países da União Europeia, potência de emissão mais elevada e maior sensibilidade o que permitirá melhorar significativamente as estimativas da intensidade da precipitação, vento e classificar diferentes tipos de hidrometeoros.



Esta mudança tecnológica acompanhou o fim de vida útil dos equipamentos existentes (15 anos em média para a tecnologia de polarização simples) e beneficiou das infraestruturas de suporte existentes nos locais, sustentando assim o desenvolvimento de técnicas digitais avançadas de outros serviços, públicos e privados, que passarão a ter acesso a esta informação sob a forma de serviços web, de acordo com a política de dados abertos do IPMA, procurando-se estimular o desenvolvimento pelo setor privado de aplicações dirigidas a segmentos específicos de mercado.



A informação gerada por estes novos sistemas de radar é relevante não só para Portugal, mas também para grande parte do continente Europeu, em particular para Espanha (AEMet), com quem Portugal (IPMA) tem um protocolo de intercâmbio de dados em tempo real, nomeadamente na deteção e acompanhamento de fenómenos meteorológicos de tempo severo, com impacto na salvaguarda de vidas e bens.



Com esta atualização, o IPMA passa a explorar uma rede de cinco radares meteorológicos (Arouca, Coruche, Loulé, Porto Santo e Terceira), todos dotados de tecnologia de polarização dupla.



Ainda no âmbito do PRR RE-C08-i04.03, foram instaladas duas estações meteorológicas nas proximidades dos novos sistemas de RADAR meteorológico no montante de 58.230,00 EUR, dois detetores de raios em Viana do Castelo (Chafé) e Olhão (RNPRF) e um novo sistema de processamento de dados de raios (TLP), na sede do IPMA, no montante de 169.600,00 EUR.



Também, com financiamento PRR, a rede de sistemas de RADAR meteorológico, será expandida durante o presente ano de 2024, com os novos radares no Aquipélago dos Açores, em São Miguel (Pico Santos de Cima) e nas Flores (Morro Alto), igualmente dotados de tecnologia de polarização dupla e que completarão a rede nacional de radares meteorológicos.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-05 09:00:00
98
Meteorologia / [IPMA] Reunião Descargas Elétricas
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 05, 2024, 13:54:04 »
Reunião Descargas Elétricas

Na semana de 17 a 19 de novembro de 2023, decorreram nas instalações da Reitoria da Universidade de Valência, Espanha, as reuniões anuais no âmbito da exploração operacional da rede de detetores de descargas elétricas atmosféricas e partilha de conhecimento científico relacionado com o tema do campo eletromagnético da atmosfera. Estas reuniões organizaram-se em 3 fases: no dia 17 realizou-se o “Vaisala Day for Lightning Network Users", no dia 18 realizou-se a “European Lightning Detection Workshop ELDW-2023” e no dia 19 realizou-se a reunião da entidade colaborativa que gere a rede Europeia: “EUCLID – EUropean Cooperation for LIghtning Detection”.



Ao IPMA compete promover, coordenar e assegurar o intercâmbio de dados e assegurar os acordos com projetos e as equipas internacionais, neste caso no domínio da vigilância do campo elétrico da atmosfera em colaboração com a rede EUCLID e a Agência Estatal de Meteorologia de Espanha (AEMET) tendo em vista o apoio à previsão e vigilância meteorológica, à gestão de desastres naturais, salvaguarda de vidas e bens e às atividades económicas. Sendo o IPMA parceiro da rede EUCLID desde 2002, colaborando e acompanhando o desenvolvimento técnico-científico das redes de deteção de descargas elétricas atmosféricas (rede de trovoada), contribui deste modo para uma homogeneização de dados na Europa. A rede EUCLID tem como missão proceder à atualização de equipamento e software, promovendo também a troca de conhecimento entre os seus parceiros.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-05 08:00:00
99
Meteorologia / [IPMA] Llibertação de Peixe de Aquacultura
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 05, 2024, 12:53:03 »
Llibertação de Peixe de Aquacultura

A Estação Piloto de Piscicultura de Olhão (EPPO) do IPMA procedeu ao longo do ano de 2023 a várias ações de libertação ou doação de pescado produzido nas suas instalçaões, em regime de aquacultura.



O objetivo principal da EPPO é promover a transferência de tecnologia para o setor produtivo, procurando desempenhar um papel crucial na formação científica e técnica de recursos humanos, tanto em contexto profissional como académico. Nesta infraestrutura são realizados estudos abrangentes abordando aspetos como fisiologia, nutrição, patologia, e ensaios de engorda de peixes em policultivo. A unidade tem associada uma jaula instalada em ambiente offshore que permite a condução de testes de cultivo de peixes em águas abertas.



“Todos os nossos projetos visam a segurança alimentar do país e o consumo humano. A aquacultura marinha usando água salgada é uma fonte promissora de alimentação, e devemos pensar nisso como uma alternativa viável", destacou Pedro Pousão, responsável pela Estação ao Jornal "Barlavento":



       
  • https://barlavento.sapo.pt/algarve/ipma-liberta-milhares-de-peixes-ao-largo-da-armona-e-na-ria-formosa

  •    
  • https://barlavento.sapo.pt/destaque/pedro-pousao-cultivo-do-mar-pode-ajudar-a-colmatar-a-seca-em-terra


 


7 de dezembro - Libertação de milhares de peixes na Ria Formosa



Realizou-se  uma operação significativa de libertação de milhares de peixes ao largo  da Armona e na Ria Formosa, tendo os peixes sido cuidadosamente  transportados a bordo de uma embarcação de carga da empresa  Tunipex.



A carga incluía diversas espécies, como dourada (Sparus  aurata), corvina (Argyrosomus regius), e robalo (Dicentrarchus labrax),  todos criados em cativeiro na EPPO.


 


Agosto de 2023 - Libertação de juvenis de peixes marinhos produzidos em aquacultura



No fim de agosto procedeu-se à libertação de uns milhares de juvenis de dourada (Sparus aurata), corvina (Argyrosomus regius) e robalo (Dicentrarchus labrax) duas milhas a SE do Cabo de Santa Maria na costa do Sotavento algarvio. Esta libertação tem como objectivo contribuir para o aumento dos efectivos no recrutamento anual de espécies naturalmente existentes na nossa costa e, que devido ao seu elevado valor económico sofrem uma grande pressão piscatória, onde se acrescenta nos meses de veraneio a pesca amadora.



Para esta operação a EPPO contou com a preciosa colaboração da Tunipex para apoio na logistica do transporte dos peixes, das instalações da EPPO para o Porto de Olhão e daí até ao local da libertação. O transporte de peixe vivo é uma operação delicada, de elevada exigência e rigor, em que a perfeita coordenação dos vários passos é essencial, pelo que a associação do conhecimento dos técnicos do IPMA com os meios disponibilizados pela Tunipex, a nível do equipamento pesado, nomeadamente camião e navio com grua, assim como o elevado grau de profissionalismo da tripulação, potenciam a taxa de sobrevivência dos peixes durante o transporte e no mar, permitindo assim melhor cumprir os objectivos de recrutamento de mais recursos marinhos.



Peixes libertados: 3203 douradas de 85g; 1800 robalos de 77g com cerca de 8 meses de idade e 1800 corvinas de 77g com aproximadamente 5 meses de idade.

Aceder ao vídeo: https://youtu.be/uB3IidNF4po


 


Julho de 2023 - Libertação de corvinas



Também no passado mês de julho, a EPPO/IPMA libertou corvinas produzidas  em aquacultura, excedentes que não foram usadas em ensaios de  investigação. Esta libertação teve como objetivo repovoar e aumentar os  stocks para a pesca local na costa Algarvia.


Nestas ações foram libertadas 3525 corvinas (Argyrosomus regius) de  aproximadamente 8g no interior da Ria Formosa. Este tamanho de peixe  garante um maior sucesso da sua sobrevivência na natureza.


 


1º Semestre de 2023 - Doação de pescado a instituições de solidariedade social


Nos últimos meses a Estação Piloto de Piscicultura em Olhão (EPPO/IPMA) doou cerca de 500 kg de peixe a várias instituições de solidariedade mais carenciadas do concelho de Olhão. Entre as instituições contam-se a Cruz Vermelha Portuguesa de Olhão e a de Moncarapacho/Fuzeta, o Grupo de Bem Fazer Celeiro de Amor, a Santa Casa da Misericórdia de Olhão e de Moncarapacho, o Centro de Bem Estar Nossa Senhora de Fátima e a ACASO.


Desta forma foi possível a estas instituições proporcionar aos seus utentes menus que incluiram douradas e sargos de aquacultura, produzidos na EPPO.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-05 08:00:00
100
Meteorologia / [IPMA] Llibertação de Peixe de Aquacultura
« Última mensagem por Informadora em Janeiro 05, 2024, 11:52:03 »
Llibertação de Peixe de Aquacultura

A Estação Piloto de Piscicultura de Olhão (EPPO) do IPMA procedeu ao longo do ano de 2023 a várias ações de libertação ou doação de pescado produzido nas suas instalçaões, em regime de aquacultura.



O objetivo principal da EPPO é promover a transferência de tecnologia para o setor produtivo, procurando desempenhar um papel crucial na formação científica e técnica de recursos humanos, tanto em contexto profissional como académico. Nesta infraestrutura são realizados estudos abrangentes abordando aspetos como fisiologia, nutrição, patologia, e ensaios de engorda de peixes em policultivo. A unidade tem associada uma jaula instalada em ambiente offshore que permite a condução de testes de cultivo de peixes em águas abertas.



“Todos os nossos projetos visam a segurança alimentar do país e o consumo humano. A aquacultura marinha usando água salgada é uma fonte promissora de alimentação, e devemos pensar nisso como uma alternativa viável", destacou Pedro Pousão, responsável pela Estação ao Jornal "Barlavento":



       
  • https://barlavento.sapo.pt/algarve/ipma-liberta-milhares-de-peixes-ao-largo-da-armona-e-na-ria-formosa

  •    
  • https://barlavento.sapo.pt/destaque/pedro-pousao-cultivo-do-mar-pode-ajudar-a-colmatar-a-seca-em-terra


 


7 de dezembro - Libertação de milhares de peixes na Ria Formosa



Realizou-se  uma operação significativa de libertação de milhares de peixes ao largo  da Armona e na Ria Formosa, tendo os peixes sido cuidadosamente  transportados a bordo de uma embarcação de carga da empresa  Tunipex.



A carga incluía diversas espécies, como dourada (Sparus  aurata), corvina (Argyrosomus regius), e robalo (Dicentrarchus labrax),  todos criados em cativeiro na EPPO.


 


Agosto de 2023 - Libertação de juvenis de peixes marinhos produzidos em aquacultura



No fim de agosto procedeu-se à libertação de uns milhares de juvenis de dourada (Sparus aurata), corvina (Argyrosomus regius) e robalo (Dicentrarchus labrax) duas milhas a SE do Cabo de Santa Maria na costa do Sotavento algarvio. Esta libertação tem como objectivo contribuir para o aumento dos efectivos no recrutamento anual de espécies naturalmente existentes na nossa costa e, que devido ao seu elevado valor económico sofrem uma grande pressão piscatória, onde se acrescenta nos meses de veraneio a pesca amadora.



Para esta operação a EPPO contou com a preciosa colaboração da Tunipex para apoio na logistica do transporte dos peixes, das instalações da EPPO para o Porto de Olhão e daí até ao local da libertação. O transporte de peixe vivo é uma operação delicada, de elevada exigência e rigor, em que a perfeita coordenação dos vários passos é essencial, pelo que a associação do conhecimento dos técnicos do IPMA com os meios disponibilizados pela Tunipex, a nível do equipamento pesado, nomeadamente camião e navio com grua, assim como o elevado grau de profissionalismo da tripulação, potenciam a taxa de sobrevivência dos peixes durante o transporte e no mar, permitindo assim melhor cumprir os objectivos de recrutamento de mais recursos marinhos.



Peixes libertados: 3203 douradas de 85g; 1800 robalos de 77g com cerca de 8 meses de idade e 1800 corvinas de 77g com aproximadamente 5 meses de idade.

Aceder ao vídeo: https://youtu.be/uB3IidNF4po


 


1º Semestre de 2023 - Doação de pescado a instituições de solidariedade social


Nos últimos meses a Estação Piloto de Piscicultura em Olhão (EPPO/IPMA) doou cerca de 500 kg de peixe a várias instituições de solidariedade mais carenciadas do concelho de Olhão. Entre as instituições contam-se a Cruz Vermelha Portuguesa de Olhão e a de Moncarapacho/Fuzeta, o Grupo de Bem Fazer Celeiro de Amor, a Santa Casa da Misericórdia de Olhão e de Moncarapacho, o Centro de Bem Estar Nossa Senhora de Fátima e a ACASO.


Desta forma foi possível a estas instituições proporcionar aos seus utentes menus que incluiram douradas e sargos de aquacultura, produzidos na EPPO.





Julho de 2023 - Libertação de corvinas



Também no passado mês de julho, a EPPO/IPMA libertou corvinas produzidas em aquacultura, excedentes que não foram usadas em ensaios de investigação. Esta libertação teve como objetivo repovoar e aumentar os stocks para a pesca local na costa Algarvia.


Nestas ações foram libertadas 3525 corvinas (Argyrosomus regius) de aproximadamente 8g no interior da Ria Formosa. Este tamanho de peixe garante um maior sucesso da sua sobrevivência na natureza.





Fonte: www.ipma.pt
Publicada na fonte em: 2024-01-05 08:00:00
Páginas: 1 ... 8 9 [10]